Entre caças e carros voadores, a Força Aérea dos Estados Unidos divulgou um vídeo diferente: do voo inaugural do drone XQ-67A. Mas não é qualquer drone: a aeronave de combate é autônoma e servirá como treinamento para pilotos de caças do exército.

O voo aconteceu em 28 de fevereiro deste ano e mostra o drone sobrevoando os céus de Palmdale, na Califórnia, depois de sair do Aeroporto Gray Butte Field. Não havia tripulantes a bordo.

Leia mais:

Drone de combate servirá como treinamento para pilotos de caça

O drone XQ-67A não é qualquer drone. Ele está na segunda geração e faz parte de um programa da Força Aérea americana para automatizar sua frota (ele pode ser autônomo ou tripulado, dependendo da necessidade).

O modelo tem um chassi comum a outras aeronaves do programa, descritas como “mais rápidas, mais manobráveis, com menos resistência e melhor alcance”. Essa característica comum permite não só o compartilhamento de conhecimento e melhorias entre elas (como o design e aerodinâmica, por exemplo), mas também a presença de uma única fuselagem base para a família inteira de aeronaves da frota.

Junto de outros dois modelos da Força Aérea (o X-62 VISTA e o F-16 VENOM), o drone da vez será usado para auxiliar no desenvolvimento de oficiais do exército. A intenção é que eles treinem no drone para se tornarem pilotos de caça mais preparados para completarem missões, ao invés de só saberem pilotar em combate.

drone XQ-67A
Drone autônomo será usado no treinamento de pilotos de caça (Imagem: Força Aérea dos Estados Unidos/Reprodução)

Teste do drone foi um sucesso

  • O voo inaugural divulgado pela Força Aérea foi o primeiro de outros que aconteceram em fevereiro;
  • O objetivo era verificar o funcionamento geral do drone e sua segurança;
  • Testando a autonomia do modelo, o drone não tinha tripulantes e foi controlado remotamente com um controle.

Veja como foi:

O post Exército dos EUA divulga vídeo do primeiro voo de drone autônomo de combate; assista apareceu primeiro em Olhar Digital.